Radiculotomia com Radiofrequência e Desnervação Facetária

A dor intensa na coluna, principalmente na região lombar, pode ser provocada por lesão devido a trauma, degeneração, artrose e artrite, da articulação da faceta ou facetária. Esta pequena articulação fica na parte detrás da coluna, e conecta uma vértebra a outra, assim cada nível tem uma de cada lado, sua função é regular os movimentos dos corpos vertebrais entre si. Os movimentos com torção da coluna, com muita sobrecarga, são os que mais promovem o esgarçamento e lesão inflamatória desta articulação, assim causam dor intensa no nível acometido. Desta forma este problema pode causar dor em qualquer nível da coluna: dor lombar, dor dorsal, dor cervical e dor de cabeça intensa, às vezes incapacitante.



Desta forma a dor refratária proveniente da lesão desta articulação pode ser tratada com o procedimento chamado de desnervação facetária com radiofrequência ou neurotomia com radiofrequência do nervo “alvo”, o nervo medial posterior, responsável pela condução da dor até o sistema nervoso, que é parte da raiz no nível afetado.

Como a onda de radiofrequência atua no tratamento da dor?

O bloqueio da dor pela aplicação direta de ondas de radiofrequência por punção de um nervo tem eficácia comprovada no tratamento da dor da coluna. No procedimento a onda de radiofrequência e formada dentro de um aparelho chamado gerador de radiofrequência, este transmite por um fio elétrico (cabo) a onda até um eletrodo (fio fino) que é colocado dentro de uma agulha especial toda isolada, somente a ponta desencapada, esta chamada ponta ativa é que esquenta o nervo. O aparelho pode ser regulado para temperaturas que podem variar de 42 a 80 graus Celsius, assim o calor produz a lesão no nervo e interrompe a dor.

Entenda mais:

Materiais: utilizamos agulhas específicas que são revestidas de isolante e somente a ponta é desencapada e capaz de produzir a lesão do nervo que estiver próximo. A agulha é oca e por dentro nós colocamos o eletrodo, que é conectado por cabos ao gerador de radiofrequência.



O procedimento de radiofrequência na dor lombar

O objetivo é a aplicação da onda de radiofrequência diretamente no nervo alvo que transmite o estímulo da articulação no nível que o paciente se queixa da dor, por exemplo, na dor lombar é necessário aplicar a radiofreqüência nos ramos lombares.

No procedimento o paciente fica deitado de costas pra cima, um aparelho de raio X é posicionado e o ponto alvo é marcado, com a visão contínua do raio X é feita a punção e introdução da agulha de radiofrequência, a ponta da agulha é guiada até o ponto alvo , para se ter certeza que está próxima o suficiente do nervo alvo, fazemos teste sensitivo e motor, após se confirmar a boa posição, é feito o bloqueio anestésico para que o paciente não sinta o calor. Em seguida o aparelho gerador é ligado no módulo de lesão. As ondas de radiofrequência aquecem o nervo, na região lombar se usa de 70 a 80 graus Celsius por 90 segundos. Pode ser necessário a lesão em até três níveis para garantir o resultado. Depois do procedimento o paciente pode voltar a todas as atividades habituais, com exceção de carga sobre a coluna, que deve ser evitada por algumas semanas.



Desnervação facetária com radiofrequência para tratamento da dor lombar


 

Desnervação facetária lombar com radiofreqüência dos níveis L4-L5 e L5-S1 posição exata das agulhas e eletrodos, ao lado a tomografia ajuda a entender o procedimento


 

Desnervação facetária com radiofreqüência na dor cervical e do pescoço

 

Desnervação facetária com radiofreqüência na dor de cabeça e dor nas costas

 

Desnervação facetária com radiofreqüência na dor em situações especiais